Veja como automatizar o planejamento e distribuição do CD

Veja como automatizar o planejamento e distribuição do CD

No ramo de varejo, mais especificadamente Supermercados, via de regra temos um mix extremamente grande. São várias categorias, marcas, embalagens, bem como sabores e fragrâncias. Essa infinidade de SKUs é reflexo de diversos estudos de mercado realizados pelas indústrias para atender as necessidades dos consumidores, os quais são extremamente diversos e estão cada vez mais exigentes.

A tecnologia como aliada no planejamento de demandas 

De um lado, temos residências com vários familiares ou moradores, onde produtos de uso recorrente acabam sendo adquiridos em embalagens maiores para obter economia. De outro lado, vemos uma tendência de famílias cada vez menores , as quais em sua grande maioria prezam por embalagens com conteúdo mais justo a sua necessidade, em tamanhos reduzidos. Também não podemos deixar de falar sobre a “família pet”, na qual o cachorro acaba entrando pra família e crianças não estão nos planos. Diante disso, cada vez mais os supermercados estão preparados para atender as mais diversas necessidades e inovações do mundo pet. Produtos veganos, orientais, orgânicos, para restrição de lactose, para restrição de glúten, artesanais… Podemos ver que os supermercados acabam assumindo papel de especialista em algumas categorias para aproveitar a demanda reprimida, estimular a experimentação e proporcionar aumento do consumo.

Como podemos ver nestes exemplos simplistas acima, o consumo é uma ciência. Está interligado com diversas áreas que rodeiam nosso cotidiano. Mas afinal, com todo esse mix de produto, volume de dados e todas as particularidades é possível planejar a distribuição dos produtos do CD de forma automática? Infelizmente, com essa grande quantidade de dados é humanamente impossível. Mas graças a tecnologia (Soluções SCM – Supply Chain Management) aliada aos analistas de negócios (Compradores, Gerentes Supply etc) isso já é realidade nas operações de nossos clientes.

 

A Automatização de forma Pró ativa

Nós entendemos a demanda a nível de SKU (Identificação de um respectivo produto numa determinada loja), observamos o histórico de vendas dele e aplicamos modelos estatísticos dinâmicos. Esses possibilitam o entendimento da demanda de forma muito mais aderente a realidade. Além disso, acompanhamos as mudanças no consumo gerando uma previsão de vendas muito mais assertiva. Aliado a isso, temos também as definições de regras de negócios e parametrizações, as quais juntamente com a previsão de vendas tornarão possível o planejamento e a execução do DRP (Distribution Requirements Planning), popularmente conhecida como reposição automática.

Essas regras de negócios são transformadas em parâmetros. São eles quem ditam as regras do jogo. Como exemplo, podemos analisar o Lead Time (Tempo entre a emissão do pedido e a entrega): Com a definição assertiva deste parâmetro, permitimos que o Indikatore SCM realize a geração dos pedidos com a devida antecedência, para que a mercadoria seja recebida no local correto e no momento ideal de forma pró-ativa.

Outro exemplo são os pontos de exposição: Suponhamos que seja negociado juntamente ao fornecedor uma ponta de gôndola em algumas lojas. Após toda a análise e negociação, é necessário garantir que no período acordado estes SKUs tenham disponibilidade de estoque em loja para garantir além da demanda prevista e a exposição normal, mais este incremento que fora negociado.

Como acontece a automatização dos processos?

Conforme o exemplo, uma vez que feito o cadastramento deste ponto extra dentro do Indikatore SCM, a ferramenta atuará para gerar a reposição do volume necessário, com a antecedência adequada para o início do ponto extra acordado. Isso gerará novas reposições de forma automática durante todo o período da vigência (caso haja necessidade), bem como deixará de abastecer este ponto extra após o término do prazo. Portanto, isso possibilita uma fluidez na operação, bem como melhor positivação de ações em loja, fortalecendo inclusive a parceria junto aos fornecedores.

Fluxo de Compras e Reposição ajustados à demanda

Aliando a definição de regras de negócios com as diretrizes da companhia, são obtidos parâmetros que permitirão um fluxo de Compras e Reposição totalmente ajustado a demanda e com as premissas de cada empresa. Elas são primordiais para planejar de forma assertiva e possibilitar a operacionalização no dia a dia de forma fluida, pois com esse mix imenso, é humanamente impossível controlar todas estas variáveis na mão.

 

Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *