Blog Indikatore

Como prevenir a ruptura de estoque

Confira os conteúdos que separamos para você, desejamos uma boa leitura!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
prevenir-ruptura-de-estoque
Em uma pesquisa realizada pela ACNielsen em parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) foi constatado que, quando o consumidor se depara com a ruptura de um produto em um supermercado, em média 53% compram de outra marca e 37% procuram a marca de sua preferência em outra loja, resultando em uma perda de venda para a empresa.
 
Talvez a solução mais simples e óbvia para prevenir a ruptura de um produto seja comprá-lo em quantidade maior. Porém, o grande equívoco dessa ação é que ela pode gerar outro problema: os produtos que não performam tão bem como performaram no passado por inúmeras razões possíveis – ficarão em excesso, gerando problemas no fluxo de caixa do varejo, aumento do custo operacional e o comprometimento das margens.
 
 
Queremos trazer aqui soluções práticas, assertivas e eficazes para prevenir a ruptura no seu estoque e fidelizar seus clientes.
 

Ter previsões estatísticas e não médias dos históricos

 

Um erro muito comum é realizar as compras de acordo com a média de vendas de um determinado período. Parece a maneira mais sensata de estimar a quantidade de vendas, mas atualmente, já se tornou uma forma obsoleta de prever as vendas. Isso porque existem maneiras muito mais assertivas e automatizadas de fazer isso. 
Um sistema especializado também utiliza o seu histórico de vendas, mas ao invés de calcular a média de vendas de um produto em um período, o sistema aplica diversos cálculos estatísticos como a sazonalidade, tendência, regressões, entre outros. Algumas empresas utilizam modelos de “machine learning”: conceito da Inteligência Artificial, onde a máquina aprende sozinha por meio de treinamento com dados históricos e variáveis de negócio.
 
Com isso, é possível ter uma previsão de vendas muito mais assertiva e garantir que o seu produto esteja disponível para o seu cliente no momento e quantidade que ele precisar.
 

Um gerenciamento de riscos preventivo e não reativo

 

Só em 2019, as perdas globais nas cadeias de suprimentos causadas por inundações, terremotos, incêndios e similares atingiram US $ 150 bilhões (McKinsey USA). Muitas empresas costumam lidar com os imprevistos como esses de forma reativa, mas isso acarreta em prejuízos e atrasos em toda a cadeia. 
Grandes corporações possuem gerenciamentos de riscos assertivos e pré estabelecidos internamente. Momentos de furto, quebra, desastres naturais, crises, são exceções imprevisíveis, mas caso ocorram em uma empresa despreparada logisticamente, os problemas podem ser irreversíveis ou de longuíssimo prazo.
É importante transformar os processos temporários e urgentes utilizados para lidar com imprevistos em um gerenciamento de riscos formalizado e preparado para os possíveis imprevistos.
 
Outro ponto importante é a transparência das informações da cadeia de suprimentos para os gestores e envolvidos nos processos. Com uma visão clara das compras e vendas pros produtos, abastecimentos, previsões, entre outros, através de indicadores de performance, é muito mais fácil ter controle sobre os riscos e interrupções que podem impedir que o produto esteja disponível para o seu cliente.
 

Tenha uma gestão de estoque e abastecimento automatizada

 

O mercado está em constante mudança, principalmente no momento volátil que vivemos atualmente. Atender a demanda do seu consumidor exige que a sua gestão de estoque e abastecimento esteja atualiza com o mercado. Cadeias de suprimentos obsoletas, antigas e manuais não permitem que empresas tenham uma vantagem competitiva entre seus concorrentes.
 

Como dito pelo Instituto Nielsen:

 

“Você não pode confiar em modelos ou suposições antigas para tomar decisões rápidas e precisas quando se trata de atender à demanda do consumidor hoje. Atender às demandas modernas requer inteligência moderna. Sem isso, você perderá a oportunidade de colocar produtos onde eles são mais necessários.”
 
As novas tecnologias possibilitam formas mais assertivas de entregar ao seu cliente o que ele precisa hoje. É fundamental modernizar e integrar as áreas da sua cadeia de abastecimento para atingir melhores resultados e fidelizar clientes.
 
Se você possui alguma dúvida sobre isso ou quer saber mais, fale com a gente aqui. Queremos te ajudar a ter um estoque equilibrado e automatizado!
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook

Quer saber mais?

Fale com um especialista na Indikatore. Nós temos soluções que atendem a cadeia de suprimentos de ponta a ponta.

Social Media

Obtenha as últimas atualizações

Assine nossa Newsletter

Sem spam, notificações apenas sobre novos produtos, atualizações.

evitar-ruptura-de-estoque-4

infográfico informativo

5 melhores práticas para evitar a ruptura de estoque

Conteúdos relacionados...