Blog Indikatore

Supply Chain: O que é e qual a sua importância?

Confira os conteúdos que separamos para você, desejamos uma boa leitura!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
supply-chain-cadeia-de-suprimentos-estoques

Quando visitamos alguma loja em busca de um determinado produto, o mínimo que esperamos é que aquele item esteja disponível para compra, certo?

Produtos esgotados, via de regra, fazem os shoppers saírem insatisfeitos da loja, e colocam o varejo sob o risco de perder aquele cliente para a concorrência.

Nesse artigo te explicamos em detalhes o conceito de Supply Chain, e, porque dar atenção a ele é tão importante para o sucesso do seu negócio.

cadeia-de-suprimentos-estoques-supply-chain-ruptura-2

Supply Chain: O que significa?

Esse termo vem do inglês e significa Cadeia de Suprimentos.

O conceito por trás é amplo e abrange todas as etapas pelas quais um produto passa, desde o seu momento de produção na indústria, até a chegada ao consumidor final.

Portanto, o gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (Supply Chain) é responsável por fazer todo o planejamento do fluxo que a mercadoria precisa seguir até chegar às mãos do shopper.

Alguns exemplos das atividades envolvidas são: controle de pedidos; compra dos produtos; transporte; armazenagem; unitização; distribuição; venda e entrega final, quando aplicável.

Pela quantidade de processos citados, já é possível imaginar o quão complexa é a tarefa de gerenciar toda a Cadeia de Suprimentos.

Isso porque existe uma série de elos, empresas e profissionais (internos e externos), que precisam ser coordenados de forma harmoniosa, a fim de que se consiga obter o resultado mais esperado: ter o produto disponível em gôndola.

Dentre os elos que compõe a Cadeia de Suprimentos (Supply Chain), podemos listar alguns dos principais:

  • Varejistas
  • Fornecedores
  • Distribuidores
  • Transportadoras
  • Centro de Distribuição
  • Clientes

Em resumo, podemos dizer que o Supply Chain Management é o gerenciamento estratégico e sistemático das regras de negócio de uma empresa aplicada ao longo da cadeia de suprimentos, com o objetivo de melhorar o desempenho de todos que fazem parte dessa cadeia.

Já conhecemos um pouco sobre a Cadeia de Suprimentos (Supply Chain), agora vamos saber sobre como gerenciar essa cadeia e como isso impactará em seu negócio.

Como funciona o gerenciamento da Cadeia de Suprimentos?

O GCS (gerenciamento da cadeia de suprimentos) é composto por três eixos que atuam em conjunto:

  1. Nos processos e negociações;
  2. Tecnologias, iniciativas, automação dos processos, práticas e sistemas;
  3. Estrutura da empresa, recursos e pessoas.

Para ter uma boa execução do gerenciamento da Cadeia de Suprimentos, esses 3 pilares devem estar bem alinhados, assim como precisam receber igual atenção igualmente pois um depende do outro para o sucesso.

Através do gerenciamento da cadeia de suprimentos, o gestor de Supply terá acesso a informações e análises que auxiliarão nas tomadas de decisões.

Costumamos dizer que ele vai olhar para o passado, tomar decisões no presente e projetar o futuro.

Isso tornará esse gerenciamento cada vez mais assertivo e a prova de erros.

Para que seja possível fazer isso, é preciso conhecer muito bem o comportamento de venda de cada item.

Sabendo que um mesmo produto pode ter uma demanda distinta em diferentes localizações, ou em lojas com diferentes públicos-alvo, ou em diferentes épocas do ano, ou de marcas diversas… o número de variáveis que precisam ser analisadas se torna cada vez maior.

Não somente o sell-out deve ser analisado, mas também outras questões, como o tempo de entrega do fornecedor, fator de despacho, ciclo de vida do produto, perecibilidade, etc.

Estar atento à validade dos itens auxilia inclusive na decisão de iniciar períodos de oferta.

Um cálculo de previsão de demanda que leve em consideração o histórico de vendas, aliado ao acompanhamento da demanda em tempo real, somado a todas as variáveis citadas acima, requer o uso de tecnologia de ponta.

É por essa razão que ter acesso a um sistema especialista em Supply Chain se faz tão necessário para o sucesso do varejista.

supply-chain-estoques-cadeia-de-suprimentos-estoques-excesso-ruptura-3

Diferencial competitivo que o Supply Chain traz para o seu varejo

É fato que o diferencial competitivo alcançado com o Supply Chain coloca seu negócio à frente da concorrência.

Com acesso a dados e insights que te permitam analisar toda a cadeia, seu negócio se destaca no mercado.

Pesquisas comprovam que apenas 23% dos executivos das áreas de compras e cadeia de suprimentos contam com uma visão clara, automática e em tempo real das despesas em geral.

Essa é uma das conclusões do estudo Agile Procurement Insights conduzido pela SAP em colaboração com a Oxford Economics.

O levantamento apontou também que 49% dos gestores ainda analisam dados manualmente para fundamentar a tomada de decisão.

Para empresas que buscam se destacar, esse número é um sinal de que o seu negócio pode estar a frente de boa parte da concorrência.

Dessa forma, fica claro que um sistema especialista em Supply Chain auxilia muito mais do que apenas na realização de cálculos.

Ter uma visão completa da Cadeia de Suprimentos contribui para uma tomada de decisão mais assertiva.

Somado a isso, ter um planejamento organizado também facilita a comunicação. Por meio da clareza de informação entre os elos, todos os envolvidos podem se beneficiar.

O gerenciamento da cadeia de suprimentos não beneficia apenas a empresa que está coordenando essa gestão, mas traz melhorias para todos que fazem parte desse processo.

Isso porque o compartilhamento de informações auxilia na tomada de decisões conjuntas e na criação de estratégias mutuamente benéficas.

Portanto, o gerenciamento da cadeia de suprimentos aproxima parceiros de negócio.

Nesse contexto, uma segunda pesquisa realizada pela Delloite apontou que o compartilhamento de informações com fornecedores é a estratégia para diminuição de riscos mais usada pelas 400 maiores empresas do mundo.

Logo, resultados como esse provam que manter uma cadeia de suprimentos bem gerenciada, onde os elos envolvidos tem acesso à informação, é uma conduta adotada por empresas de sucesso.

Para que seja possível de colocar em prática ações como essa, é fundamental que exista um sistema especialista em Supply Chain por trás do gerenciamento.

O Indikatore SCM possui funcionalidades que garantem aos fornecedores selecionados a visualização e a performance dos seus produtos, e permite até mesmo com que esses parceiros administrem seus estoques de forma autônoma.

5 vantagens da adoção de um sistema de Supply Chain

cadeia-de-suprimentos-estoques-supply-chain-ruptura-abastecimento-4

1. Diminui o nível de estoque

O nível de estoque, quando excede a quantia necessária para suprir a real demanda dos consumidores, gera diversos problemas.

Produtos parados incidem custos que podem onerar a saúde financeira do negócio.

Os custos com a retenção da mercadoria no armazém envolvem desde manter um espaço logístico maior, e com mais mão de obra, a perda de produtos perecíveis por estarem vencidos.

Existe ainda a questão do direcionamento do dinheiro, que fica alocado em produtos com baixo giro, ao invés de garantir o fluxo de caixa da empresa.

Esse estoque parado representa capital imobilizado e desperdício dos recursos empresa.

Com uma melhor gestão do dinheiro investido em estoque, os recursos poupados podem ser destinados a outras iniciativas importantes.

Por exemplo, a expansão da própria empresa, ou investimento no mercado de ações com alta rentabilidade.

A produtividade do Centro de Distribuição também fica prejudicada pelo excesso de mercadoria parada.

Com um volume tão grande, a chance de desorganização também aumenta, surgindo novos riscos.

Frente à falta de controle de estoque, se torna mais difícil identificar os itens em inventário.

Isso pode levar a outros incidentes como erros de lançamento no sistema, desvio de mercadoria, e avarias aos produtos.

A melhor aliada para prevenir o seu varejo dos problemas causados pelo excesso de estoque, é a tecnologia.

Fazer uso de um sistema especialista na gestão de estoque é o que vai permitir com que o seu varejo esteja no controle da quantidade de mercadoria necessária.

Ao acompanhar a demanda em tempo real, os pedidos de compra se tornam precisos, consequentemente, diminuindo ou equalizando o nível de estoque.

Sendo assim, reconhecendo a necessidade de criar ações para evitar esse tipo de situação negativa, nós reunimos 2 posts que trazem os detalhes sobre formas de gestão de Supply Chain que podem apoiar o varejo.

  1. Como evitar que seu dinheiro fique parado no estoque
  2. Como usar a tecnologia para diminuir o excesso de estoque
cadeia-de-suprimentos-supply-chain-abastecimento-demanda-5

2. Aumenta disponibilidade de produto em gôndola

Proporcionar uma má experiência de compra traz consequências extremamente negativas a qualquer negócio. Além de fazer com que os seus clientes busquem a concorrência, dados extraídos do relatório do varejo de 2021 da Adyen mostram que 90% dos clientes não retornam se saírem insatisfeitos.

Esse dado é comprovado por uma segunda pesquisa da PwC, que apontou que 49% dos clientes na América Latina abandonam completamente uma marca que amam depois de uma única experiência negativa.

Um exemplo de situação que pode causar uma experiência ruim, acontece quando o cliente se depara com a indisponibilidade de um produto em gôndola.

Na primeira visita em que ele não encontra o que deseja, certamente sai da loja insatisfeito.

Ao permitir que isso ocorra com frequência em seu negócio, você corre um risco grande de perder permanentemente aquele cliente.

Pior que isso, é o poder de influência que a experiência de um único cliente pode ter sobre outros.

De acordo com uma pesquisa da American Express, 95% dos shoppers compartilham com outras pessoas as experiências negativas que tiveram com empresas.

Quando muitas pessoas começam a falar sobre situações negativas que viveram com uma marca, o efeito pode ser desastroso.

Por essa razão, é extremamente importante que as empresas invistam em formas de assegurar uma boa experiência aos seus clientes em todas as suas visitas.

Nesse caso, ao garantir que os produtos estejam sempre disponíveis em gôndola.

Sabemos o quão complexo é manejar a demanda de todos os itens do varejo para conseguir prever com exatidão quanto de cada um desses itens será consumido.

Esse não é um trabalho possível de se realizar sozinho. Por essa razão, selecionamos outros 2 artigos que servirão como guia para te ajudar nesse desafio.

  1. Como prevenir a ruptura de estoque
  2. Conviver com a incerteza da demanda ou prevê-la?
cadeia-de-suprimentos-estoques-abastecimento-demanda-supply-chain-6

3. Potencializa a fidelização dos clientes

Clientes que tem suas necessidades atendidas em todas as suas vistas, demonstram uma tendência maior a serem fiéis àquela marca.

Para realizar boas vendas, o varejo precisa garantir o produto certo, na quantidade certa, que corresponda com as expectativas dos consumidores.

Uma boa gestão de Supply Chain permite que o perfil de compra e os desejos dos consumidores sejam previstos de modo a garantir a satisfação do público -alvo.

Usar o Supply Chain como uma ferramenta de fidelização de clientes é uma forma estratégica de trazer um diferencial competitivo ao seu negócio.

Estar atento a esse aspecto é financeiramente importante ao seu negócio.

Estudos da Harvard Business Review apontam ser 25 vezes mais caro conquistar um novo cliente do que reter um atual.

Com isso em mente, trouxemos um artigo em que explicamos mais a fundo a reação que não atender à demanda dos seus clientes causa no varejo. Confira:

supply-chain-cadeia-de-suprimentos-estoques-demanda-abastecimento-7

4. Contribui para automatização de processos

A pesquisa The Future of Fulfillment da BlueYonder apontou que mais de 50% dos varejistas (em comparação àqueles que já estão totalmente automatizados) planejam automatizar completamente seus locais de distribuição.

Esse movimento do varejo tem o objetivo de proporcionar a estrutura necessária para melhor atender às necessidades do consumidor.

Com isso, essas empresas almejam se tornar mais competitivas.

Focados em garantir a satisfação de seus clientes, os varejistas compartilharam outros planos.

Para 42% dos participantes, a prioridade será aumentar a capacidade do Centro de Distribuição, enquanto para 43% será de elevar a produtividade de suas equipes.

Dados como esses nos mostram como as empresas já estão buscando, através do Supply Chain, meios de se encantar seus clientes e se destacar no mercado.

Tendo isso em vista, fica claro como se faz cada vez mais necessário o uso de um sistema especialista em fazer esse gerenciamento.

Frente ao alto volume de dados, e às mudanças que ocorrem quanto aos desejos do consumidor, realizar o planejamento de compras e distribuição manualmente não é mais uma opção viável para negócios que buscam o sucesso.

Automatizar os processos através de tecnologia deixou de ser uma mudança feita por empresas do futuro, e se tornou um requisito para as empresas do presente.

Com esse cenário em vista, nós organizamos 3 artigos que trazem informações úteis aos gestores do varejo que identificaram a importância da automatização em seus negócios.

  1. Veja como automatizar o planejamento de distribuição do Centro de Distribuição
  2. 4 pontos importantes sobre a automatização da cadeia de suprimentos
  3. Benefícios da automatização de processos para uma empresa do varejo
cadeia-de-suprimentos-supply-chain-estoques-ruptura-8

5. Otimiza a eficiência da equipe

Quando a equipe deixa de realizar funções operacionais, e passa a ser alocada em funções que extraem o melhor de suas habilidades, é possível aumentar a eficiência do time.

O tempo é um recurso escasso que deve ser distribuído da melhor forma para conseguir aproveitar o potencial de cada pessoa.

Por isso, é importante que as atividades que o sistema especialista consegue realizar com uma precisão maior, sejam por ele executadas.

Dessa forma, é possível liberar tempo para que o colaborador cumpra um papel mais estratégico na organização.

Tarefas como colocar pedidos de compras, muitas vezes levam tempo, e se tornam cansativas devido à repetição.

A longo prazo, isso pode até mesmo prejudicar a motivação de alguns colaboradores.

Somando todos os benefícios de realocação de habilidades e melhor aproveitamento de tempo a um software próprio para aquela função, com um alto poder de processamento de dados, a chance de erro humano é drasticamente reduzida.

Dessa forma, o departamento de Supply Chain dentro do seu varejo se torna muito mais assertivo e traz melhores resultados.

Dentro desse tema, nós temos dois artigos no blog que trazem visões diferentes das que você já deve ter lido. Acreditamos que eles possam auxiliar na jornada de melhoria contínua do seu varejo.

  1. Implantação de um sitema de Supply Chain: o que poucos sabem!
  2. Reduzir o tempo de compras do seu varejo é possível! Entenda como

Resumo: 10 benefícios do Supply Chain

  1. Compras de mercadorias mais assertivas
  2. Aumento do giro de estoque
  3. Melhora o mix de produtos
  4. Diminui a falta de mercadorias da gôndola
  5. Potencializa a satisfação do shopper
  6. Aumenta a produtividade do Centro de Distribuição
  7. Garante uma maior competitividade frente a concorrência
  8. Menos dinheiro fique parado no estoque em produtos que não foram vendidos
  9. Aumento de saldo positivo no fluxo de caixa
  10. Facilita negociações entre parceiros de negócio
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook

Quer saber mais?

Fale com um especialista na Indikatore. Nós temos soluções que atendem a cadeia de suprimentos de ponta a ponta.

Social Media

Obtenha as últimas atualizações

Assine nossa Newsletter

Sem spam, notificações apenas sobre novos produtos, atualizações.

evitar-ruptura-de-estoque-4

infográfico informativo

5 melhores práticas para evitar a ruptura de estoque

Conteúdos relacionados...